Arquivo da Categoria: Internacional

UAN com Namíbia em pesquisas e a caminho de Curitiba

Angola e Namíbia têm já criadas as bases para, em conjunto, efectuarem pesquisas científicas no domínio marítimo, com base num Memorando de Entendimento rubricado entre as universidades Agostinho Neto (UAN) e a sua congénere da Namíbia.

Para dar corpo a esse desejo, o expresidente da Namíbia, Sam Nujoma, agora nas vestes de reitor da Universidade da Namíbia, veio a Luanda e assinou na segunda-feira, 13, com o seu homólogo da UAN, Orlando da Mata, um Memorando de Entendimento para encorajar e promover o desenvolvimento de acções conjuntas entre as duas instituições de ensino superior.

Veja a notícia em O País,

Entretanto, a  Até aos próximos três anos, estudantes e professores da Universidade Agostinho Neto poderão efectuar cursos de pós-graduação e de doutoramento no Instituto Superior Camões e nas Faculdades Integradas Camões, de Curitiba (Brasil), no âmbito de um acordo firmado entre estas instituições académicas dos dois países.

O acordo rubricado em Luanda pelo reitor da Universidade Agostinho Neto e por Anselmo Michelotto, director geral do Instituto Superior Camões (IESC), prevê a mobilidade discente e docente nos dois sentidos.

As universidades mais influentes do mundo

A notícia vem-nos da Exame Brasil, e traz um slideshow dos . A revista Times Higher Education (THE), em parceria com o grupo de mîdia Thomson Reuters, publicou este mês o
Foram ouvidos 13.388 acadêmicos pelo planeta. Treze  indicadores de desempenho foram divididos em 5 grandes categorias: ensino (o ambiente de aprendizagem, valendo 30% da nota), o impacto das citações (ou a medida da influência das pesquisas do instituto, valendo 32,5% da nota), pesquisa (quantidade, renda e prestígio, valendo 30% da nota), influência internacional (do corpo docente e discente, valendo 5%) e rendimento industrial (um medidor da transferência do conhecimento, valendo 2,5%).

Os Estados Unidos ficaram na frente do ranking de melhores universidades: 15 das 20 melhores instituições do planeta são americanas. Segundo Ann Mroz, editora da THE, o motivo é o maior investimento que o país dá à educação, em comparação com os outros (3,1% de seu Produto Interno Bruto, comparado com 1,5%  médio do mundo).

A primeira universidade brasileira a aparecer no ranking é a USP, em 232º posição. A THE considera que as colocações de 200 a 400 são uma “posição indicativa”, pois há apenas pequenas diferenças entre as pontuações.